Blog

Brócolis ajuda no controle glicêmico por conter sulforafano, publicado pelo Science Translational Medicine


Uma nova razão para comer brócolis é que nele está o sulforafano, substância que reduz a produção de glicose hepática e melhora o controle glicêmico em pacientes com diabetes tipo 2, segundo artigo publicado pelo periódico Science Translational Medicine.

A diabetes tipo 2 está se tornando cada vez mais comum em todo o mundo e nem todos os pacientes podem ser tratados com sucesso com os medicamentos existentes. Annika S. Axelsson e colaboradores da Lund University Diabetes Center, na Suíça, analisaram o padrão de expressão gênica associada à diabetes tipo 2 e o compararam às assinaturas de genes de milhares de candidatos ao uso de medicamentos para encontrar compostos que poderiam contrariar os efeitos da diabetes.

O principal candidato desta análise foi o sulforafano, um composto natural encontrado no brócolis e em outros vegetais como couve, couve de Bruxelas e repolho. Os autores mostraram que o sulforafano inibe a produção de glicose em células cultivadas e melhora a tolerância à glicose em roedores mantidos em dietas com alto teor de gordura ou alta concentração de frutose.

O sulforafano suprimiu a produção de glicose a partir de células hepáticas por translocação nuclear do fator nuclear relacionado ao eritroide 2 (NRF2) e diminuiu a expressão de enzimas chave na gliconeogênese. Além disso, em um ensaio clínico, o extrato de brotos de brócolis contendo sulforafano foi bem tolerado e melhorou a glicemia de jejumem humanos com obesidade e diabetes tipo 2 não controlada.

Fonte: Science Translational Medicine, volume 9, número 394, de 14 de junho de 2017

Lojas